"Antes de mudar o mundo, mudar a gente. Ajuda pra caramba..." (Renato Russo)

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Homem submisso? Ah, pára com isso...

Aloha!!


Aos poucos voltaremos ao ritmo normal de posts (embora nunca tenha mantido um padrão desde as primeiras postagens, mais enfim...)

Peço desculpas às minhas leitoras, mas hoje o papo é voltado para os homens. Não que não sejam do interesse feminino, pelo contrário, seria bastante conveniente que todas vocês se expressassem à cerca do que vamos discutir logo abaixo.



Estudiosos de Universidades conceituadas mundialmente chegaram a brilhante conclusão de que a esmagadora maioria das relações entre jovens obedece à estrutura flerte-conquista-beijo-encontro posterior-mais beijos-mais encontros-namoro.

Então você, amigo, conhece aquela garota maravilhosa em meio a outras garotas interessantes; respira fundo; parte para o ataque; é audacioso; astuto nos assuntos e na linguagem corporal; mostra o que tem de melhor; conquista a simpatia da pretendente e finalmente... O Beijo! Ahh, o beijo...como o ápice daquela abordagem de sucesso.

Depois vêm o telefona, outros encontros, mais beijos e quando se dá por si, você se percebe ao lado de uma mulher maravilhosa, mais do que você poderia ter imaginado. Vocês se entendem, o sorriso combina, os lábios se encaixam perfeitamente...tudo é Perfeito! E, novamente sem perceber, vocês já estão namorando!

Ok, eu sei. Nem sempre é assim. Na verdade sei que dificilmente é assim. Mas acontece, e não são poucas vezes. Mas daí, ali entre o segundo e o terceiro mês de namoro vem a bomba: ela te diz que não quer mais. Muitas vezes as desculpas giram entre o “não estou preparada para um relacionamento sério” e o “reencontro com uma antiga paixão não totalmente esquecida”. E você, meu pobre amigo, se pergunta: por que?

Peço para que se sente, pois a resposta pode ser chocante: talvez você estivesse sendo bonzinho demais.

Da mesma forma que você, distraído como si só, na percebeu todo o processo que levou do flerte ao relacionamento “sério”, você também não percebeu que aos poucos já não estava mais saindo com seus amigos, que aos poucos ligava demais para a namorada, que aos poucos dizer “eu te amo” era mais comum que dizer “bom dia”, e que, por fim, você falou em casamento e que até já a via como mãe de seus 11 futuros filhos.

Guardando os exageros para o lado bem-humorado da situação, os exemplos acima ocorrem em quantidades alarmantes.

O que vou dizer agora pode ser um pensamento particular ou limitado a uma minoria, mas penso honestamente que – e já falei isso aqui algumas vezes – que só deixamos de ser interessantes para as pessoas que estão do nosso lado quando começamos a deixar de ser nós mesmos.

Portanto, embora as atitudes citadas não denotem necessariamente um “erro de conduta”, acabam por mostrar um “você” diferente daquele que a conquistou.

Me digam se tiver errado mas as mulheres do século XXI (pelo menos as que valem a pena) não caem mais na história de “amor a primeira vista”, logo, você não se demonstrou como um homem submisso quando a conquistou naquele dia incrível. Não mesmo! Você foi audacioso, penetrou fundo (ops!) na mente da gata, fez com que ela externasse os próprios sentimentos, fez, mesmo que talvez inconscientemente, que ela também te visse como conquista. Você demonstrou seu valor, porra!!

E o que veio depois?

Sacou onde eu quero chegar?

Estou longe de querer que você seja um cafajeste insensível (o que não é redundância veja bem) ou um ogro porque “Igor falou que não posso demonstrar meus sentimentos”. Nada disso. Seja você mesmo. Ou melhor: seja, sempre, o cara que você foi quando a conquistou. Seja gentil sem ser melodramático. Seja carinhoso, mas não perca o charme. Seja fiel, mas não deixe de ser sedutor.

Seja dela, mas sem esquecer, sequer por um momento, quem você é!

Abaixo, algumas características que não definem, mas ajudam a identificar um homem submisso em potencial. Vejamos:

►Nunca namorou antes em plenos 20 e poucos anos de idade;

►Não sai com os amigos quando está namorando (ou quando sai, corta os assuntos para falar de sua “garota incrível”);

►Não conversa mais com as próprias amigas enquanto está namorando;

►Jura pra si mesmo enquanto jura para a namorada que nenhuma de suas amigas seria capaz de pegá-lo;

►Joga na cara da namorada que ela não pode sair com as amigas porque ele mesmo não sai mais com os amigos;

►Nas raras vezes em que sai com os amigos a leva junto;

►Fica puto com os caras quando eles conversam entre si sobre alguma mulher gostosa que passou na presença da namorada;

►Acredita nos motivos que a namorada dá pra não gostar das atitudes de um de seus amigos fazendo vista grossa para o fato de você mesmo ter feito bastante aquilo enquanto solteiro;

►Fica cheio de dedos quando transa porque acreditou quando ela disse que não gosta de uma pegada forte;

►Não conseguiu (pior, nem tentou) convencê-la de que dois dedos são melhores do que um;

►É sincero quando diz numa roda de amigos que mulher que gosta de dar é puta;

►Encrenca com as roupas da namorada, tendo-a conhecido usando decote e mini-saia;

►Já foi corno (ou vai ser mais em breve do que ele próprio pode imaginar);

►Depois do pé na bunda telefona para os amigos chamando-os pra sair, que só que saber de pegar e que tem que correr atrás do prejuízo;

►Como não podia deixar de ser, bêbado, no fim da noite, desabafa para os amigos que não entende porque ela o deixou.

Até mais ver!!!

12 Comentários:

Tati disse...

"Seja dela, mas sem esquecer, sequer por um momento, quem você é!"

Por isso que eu sou uma mulher muito sortuda... E sem problemas com Meu homem nada submisso. ;)
heheheheheheeh

Amo você, Gostoso!!
;**

Roberta disse...

Concordo com você em gerêro, número e grau.

E, digo mais, isso vale também para as mulheres.

Ambos os sexos cometem o mesmo erro, e alguns insistem em permanecer no erro, o que é lamentável. Mas, ainda bem que o "Tio Igor" está aqui para nos ensinar um pouco mais sobre a vida.

Beijo grande.

Brunas F. disse...

Nss isso é totalmente verdade...sermos nós mesmos em um mundo de aparências e regras sociais é difícil,mas é altamente recomendável hehe

gostei mto do texto ;)

Black Cat disse...

é uma coisa que eu sempre disse para meu ex-husband. Ainda somos animais, racionais, mas animais. Temos instinto animal!!! Quando temos algo conquistado perde a graça... O relacionamento perfeito está longe de ser o que as pessoas dizem... Eu sou a favor de que o atrito mantém as coisas juntas, isso é física!... atrito com parcimônia, claro! rs..rs..

Mariana Valente disse...

Pois é Igor, você disse tudo mesmo! Ninguém gosta de um relacionamento apático, bonzinho, cor de rosa sempre (de rosa só o Divã hahahaha) com o homem todo fofo 24 horas por dia... Toda mulher que pensa nisso quanto encontra um, enjoa mesmo! A mulher quer se sentir segura e pra isso precisa de um cara com atitude, como vc bem disse não um shrek da vida, mas um HOMEM de verdade! Mas você acredita que do meu circulo de amizade eu conheci mais mulheres submissas do que homens assim, aquelas que ligam 50 vezes pro namorado e grudam mais que chiclete de bola ploc! Não sou assim e não gosto de gente assim, perde totalmente a graça!

Adorei o texto, como sempre!
Beijos!

Mari(ana) disse...

"só deixamos de ser interessantes para as pessoas que estão do nosso lado quando começamos a deixar de ser nós mesmos."

Adorei essa!
E adorei o texto!

;)

Louis Medeiros disse...

adorei o texto
concordo com tudo!
e sou sincero: gente assim me deixa louco! eu simplesmente DETESTO!
eu sempre digo: amigo é para sempre, colega é para a balada e amor, só deus sabe para quando é!
então, pra que voce vai deixar de lado seus amigos, sendo que quando voce terminar com seu namorado, serão eles que vão aguentar suas neuras?
para mim, pessoas que fazem isso, não tem maturidade e personalidade o suficiente para estabelecer uma relaçao!


Louis.

Marie Curie disse...

Sabe, um grande pensador da música black americana uma vez disse: " Quero ter uma mulher que seja uma dama na rua e um aputa na cama" Eu concordo com isso no que se refere aos homens também. Mulher não quer homem cafa demais, nem bonzinho demais. Por que mulher gosta de ser bem tratada, mas gosta de saber que tem que lutar pra manter tudo funcionando, tem que reconquistar e ser reconquistada muitas e muitas vezes. Não dá pra virar só o namorado. Tem que ser o homem, o amigo, o cara que gosta de ficar junto, o cara que tem seus momentos de ficar sozinho. Parcimônia sempre! Bjus, moço!

Ps: óia, não é que o divã tá vindo pra cá em peso? Acho q vc anda conquistando adimiradoras lá em casa, huahuaha! Bjuuu

Marie Curie disse...

óóó, te dei o direito de tréplica lá no divã! Finalmente achei alguém pra dicutir na net, huahua! Bjus moço!

Luciana Santos disse...

Submissão... essa é uma palavra que só soa bem sob alguns aspectos... Hahahahaha... enfim, deixando de lado as brincadeiras pervertidas à parte, vamos falar sério.

Sempre me questiono e questionos outros à respeito do que é um relacionamento? Qual a fórmula para que dê certo, qual o tempero que deve ser usado no dia-a-dia e afins...

Independente da resposta pra essas perguntas, uma coisa é certa: Ninguém gosta de ter algo tão subserviente à sua disposição. O principal defeito da maioria dos "namorados" ou dos casais, é que eles têm a péssima mania de que, quando seu foco de desejo e afeição já fora conquistado, eles simplesmente se acomodam. Desleixam da aparência muitas vezes, perdem o tato no trato com as palavras, alguns casais até nem percebem mais com o passar do tempo acabam virando mais amigos do que amantes. Nem se lembram com que frequência costumam beijar ou acariciar seus parceiros. Tudo bem, há de se convir que o "fogo" da relação é sempre mais caloroso quando está no início, mas isso não significa que o relacionamento precisa virar um iceberg.

As pessoas se esquecem que é preciso manter a pessoa apaixonada por você. Não, não estou falando de amor. O amor independe do sexo. Ela pode estar ao seu lado por anos a fio, te amando, mas sem sentir tesão por você. Aí é que está a questão. Para que o tesão se mantenha vivo, pulsante, é preciso paixão. Intensidade, surpresas, ousadia, um carinho fora de hora, meio que desprevinido na nuca, uma "pegada" mais forte na cintura acompanhado com um beijo caloroso no pescoço de "bom dia"... são essas entre outros coisas que mantem o interesse de ambos sempre ligado.

E claro, esse recado serve tanto para homens quanto para mulheres. Invistam em si mesmos, sejam sedutores, galantes, interessante, e até meio misteriosos, por que não? Não é porque você namora há mais de anos, que não pode ter dos seus truques. (E truque não significa usar os dotes para trair o/a parceiro/a).

Resumindo, é muito simples. Pensem no que vocês gostariam que fizessem ou que tivessem para lhe conquistar e manter você nessa conquista. Tenho certeza que o desejo dos outros não é tão diferente assim. Sabendo o que te agrada é mais fácil de descobrir o que irá agradar os outros.

É isso aí!

Belíssimo texto! Adorei e viva o tesão!!! ;)

Marcelle Alves disse...

Eu já havia lido. E gostei muito!

Obrigada pelo comentário! Fiquei feliz!

Abs

Luciana P. disse...

Hahahaha, adorei esse texto, especialmente esse item aqui: "Fica cheio de dedos quando transa porque acreditou quando ela disse que não gosta de uma pegada forte"...

Homem sem pegada, pra mim, é boiola. Cara, não dá! Homem tem que ser HOMEM. Na hora do vamos ver, mulher não se preocupa com essa coisa de gentilezas. Se não tiver atitude, não encanta, só frustra. Pior é que quando a gente gosta do cara, a gente fica na torcida, empurrando, pra ver se ele pega no tranco, mas tem uns que nem assim.

Muito bom o seu post, de excelente escolha. Já fiz um sobre o amor submisso e outro sobre o parvinho apaixonado, que tem um pouco a ver com esse aqui. Estou pra fazer a versão feminina da parvinha apaixonada, já que algumas meninas pediram. Logo sai!

E sobre o nosso da carência, estou dando um tempo pra cair o primeiro um pouco mais, pra gente não repetir o tema muito em cima. Beijos

Eu?

Minha foto
Cabo Frio, Rio de Janeiro, Brazil

::: O que vejo por aí...

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO