"Antes de mudar o mundo, mudar a gente. Ajuda pra caramba..." (Renato Russo)

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Um Cântico para mim....


Hey Fool!!! hehehe

Desculpe a saudação, mas voltei a jogar GTA San Andreas e o linguajar "gangstar" já começa a querer influenciar o meu vocabulário rsrs

Espero, como sempre, que esteja tudo bem e que Deus esteja rolando bons dados para você. Quanto a mim, continuo bastante atarefado. O início da pós-graduação (esse fim de semana) "combinado" com o "inicio-do-fim" do prazo para entregar as tarefas para o Curso de Informática está fervilhando as minhas idéias. Isso sem mencionar o "Treinamento Z" no TaeKwonDo por conta do campeonato (daqui a 15 dias aproximadamente).

Pra dizer a verdade, nem estava nos meus planos aparecer por aqui hoje. No entanto, enquanto assistia a Cicarelli no Jô e esperava o meu cabelo secar para dormir, acabei fuçando em alguns textos antigos aqui no computador e achei o "Cantigo Negro" de José Regio.

Esse texto é o ápice do "esse negócio parece que foi feito pra mim". Não é apenas se identificar com a obra. É mais que isso. E me vi refletido naquelas palavras a ponto de me emocionar por não saber me definir tão bem em palavras quanto J. Régio definiu.

Então, para aqueles que querem realmente me conhecer, eis o Cântico Negro. Mas um adendo: o texto está longe do "eu me acho assim". Ele é o que eu sou. A minha sintese. A minha essência. Mesmo não sendo tão bom assim...

Cântico Negro

"Vem por aqui" — dizem-me alguns com os olhos doces, estendendo-me os braços seguros de que seria bom que eu os ouvisse quando me dizem: "Vem por aqui!"

Eu olho-os com olhos lassos. Há nos meus olhos ironias e cansaços. E cruzo os braços. E nunca vou por ali.
A minha glória é esta: Criar desumanidades. Não acompanhar ninguém.
Eu vivo com o mesmo “sem-vontade” com que rasguei o ventre à minha mãe (nota: eu nasci de fórceps e minha mãe teve princípio de eclampse).

Não, não vou por aí!

Só vou por onde me levam meus próprios passos.
Se ao que busco saber nenhum de vós responde por que me repetis: "Vem por aqui!"?(
nota: para que já me conhece. “A Culpa é de quem?”)

Prefiro escorregar nos becos lamacentos; redemoinhar aos ventos; como farrapos, arrastar os pés sangrentos; a ir por aí...
Se vim ao mundo foi só para desflorar florestas virgens. Desenhar meus próprios pés na areia inexplorada. O mais que faço não vale nada.

Como, pois, sereis vós que me dareis impulsos, ferramentas e coragem para eu derrubar os meus obstáculos?
Corre nas vossas veias sangue velho dos avós. E vós amais o que é fácil!
Eu amo o longe, a miragem. Amo os abismos, as torrentes, os desertos...

Ide! Tendes estradas, tendes jardins, tendes canteiros, tendes pátria, tendes tetos. E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura!
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura e sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...(
nota: tenho insônia e prefiro mil vezes trabalhar de madrugada)

Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém!
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe; mas eu, que nunca principio nem acabo, nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, e que ninguém me dê piedosas intenções, ninguém me peça definições. Ninguém me diga: "Vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou, é uma onda que se alevantou, é um átomo a mais que se animou...

Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
Sei que não vou por aí!

José Régio

Pensamento do Dia: "Sexo é como carteado. Se você não tem um(a) bom(a) parceiro(a), é melhor tem um boa mão" (Paulo Bonfá)

Clique aqui para ver a Biografia de José Régio

Foto:
Igor por Igor (de minha autoria)

Até Breve (eu espero)


1 Comentário:

Mariana disse...

O_O
Embasbacada!
Não é difícil de te ver nesse texto. Nem precisaria das notas, mas elas foram explicações a parte daquilo que já estava explícito.
E ainda dizem que não é possível conhecer alguém que esteja "longe"!
Tem pessoas tão próximas que nunca irei conhecer de verdade.
...

Me sinto meio solitária nesse blogger, mas isso não importa muito. Talvez importe a ti, mas para mim... me faz ter nas mãos aquilo que nunca saiu de mim.E isso independe de quem esteja por aqui.

Beijos carinhosos e apasiguadores [pela eterna luta dentro de ti] em você... que nunca pára.. e mesmo com o olhar fatigado não pára... sempre em busca de algo que só você sabe o que.

Mari

Eu?

Minha foto
Cabo Frio, Rio de Janeiro, Brazil

::: O que vejo por aí...

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO