"Antes de mudar o mundo, mudar a gente. Ajuda pra caramba..." (Renato Russo)

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Escondido atrás da Porta...

Você é Louco?!

Provavelmente você, como eu, já ouviu essa expressão algumas dezenas de vezes no decorrer de sua jovem vida (lembrando que a juventude pouco tem a ver com a idade, que o diga meu coroa).

A coisa começa a complicar, no entanto, quando se começa a perceber que a pergunta lhe é absolutamente pertinente diante de algumas manias inexplicáveis, como colocar nomes em objetos e conversar com eles como se fossem pessoas de verdade e achar isso a coisa mais natural do mundo.

Bem, eu tenho algumas manias que me colocariam invariavelmente na posição de doido varrido, mas não cabe no momento listar todas elas. No entanto, uma talvez seja digna de análise.

Eu tenho paixão por Sustos!

Não faço objeções. Sustos de qualquer tipo têm um considerável potencial para me garantir um agradável período de incontrolável gargalhada.

Gosto de pregar sustos. De planejá-los meticulosamente. Só não faço mais por temor de matar alguém do coração, literalmente. Admiro, porém, incondicionalmente os sem-noção que não temem tal fato e pregam sustos dignos de prêmio, como permanecer impassível dentro de um armário por minutos a fios enfiados em uma máscara de borracha apenas para verem a face de pavor instantâneo de um infeliz ao se deparar com tal bizarrice.

Sustos me encantam. Dos inocentes sem intenção assassina aos cruelmente planejados; passando pelos inquisidores, aqueles que externam indolentes a verdadeira sexualidade da vítima a tanto negada sem a menor misericórdia.

Sim, você pode me taxar de louco, mas antes tente me entender.

A mágica do susto está numa fração de segundo, quando o rosto alegre ou distraído da vítima se contorce em pavor súbito em um ínfimo intere de tempo, porém mais que suficiente para arregalar olhos, arreganhar bocarras desavergonhadas e propagar no ar o agradável som do berro histérico, do impropério inconsciente ou da desmunhecada impagável.

Confesso. Sinto-me um tanto quanto envergonhado de admitir, mas cada detalhe do processo do susto ativa gatilhos dos meus instintos mais primitivos, garantindo uma sensação quase viciante de breve alegria genuína. Não seria honesto se a negasse. E não pretendo fazê-lo.

Acha mesmo que sou louco? Não responda ainda. Assista todos os vídeos abaixo (carregam bem rápido) e seja, como os loucos, honesto consigo mesmo antes de dar seu veredicto.

Ah, um lembrete: não deixe de reparar nos rostos e nos detalhes.

Boooúuuuullll!!!!








5 Comentários:

Beta disse...

Hahahahahahahahahahahaha !!!!

Seu filho de uma puta (que tia Cristina me perdoe!). Quase me mijei nas calças aqui de tanto rir... mas você não me pegou no último vídeo, esse eu já conhecia, tá? :-p

Adorei os outros três, meu Deuuuusooo! O terceiro então, é o melhor!

Já comecei gargalhando quando li a minha frase aqui. Qual o problema em falar com as coisas, heim, heim?

E se eu te disser que além de falar com as coisas, e batizá-las, eu também já fui viciada em susto? Felizmente para a pessoa que vive comigo hoje, eu me curei. Mas, não posso dizer o mesmo da minha irmã. Coitada... ninguém no mundo pode ter levado mais sustos do que ela.

Azar o seu ter sido filho único. E sorte do seu irmão que nunc aexisti. Deus sabe o que faz.

Você me fez lembrar uma história incrível. Vou ver se escrevo lá no meu blog, insipirado no seu post, que foi inspirado na minha - apenas um de muitas - bizarrice.

Obrigada pelas gargalhadas que me proporcionou.

Em tempo: eu compreendo a sua tara por sustos e acrescento: isso é coisa de gente sádica... como nós!!! hahahaha

Beijão
(http://janeladecima.wordpress.com/)

Tatiana disse...

Putz ainda estou as gargalhadas com os vídeos... mas confesso que li o comentário da Beta antes de assisti-los, logo alguma coisa me dizia que eu não deveria ver o último e assim foi feito. =P

ahahahahahahahahaahhah

E espero que o senhor não fique planejando formas de me dar sustos... sei devolver na mesma moeda ok ;)
hehehehehehehe

Beijos Gato

Luciana Santos disse...

Hahahhaa... Vamos combinar... dar sustos é realmente muito bom. Mas eu tenho um prazer diferente: eu gosto de fazer pressão psicólogica com as pessoas. É sério. È muito divertido. Aquela coisa de vc assombra-la psicologicamente falando, de saber o que a incomoda, de perceber o quão o medo das pessoas pode ser manipulável. Claro que, pra tudo há um limite. Eu tive que muitas vezes conter os meus ímpetos, por perceber que é uma prática que pode ter um tiro saído pela culatra, se por acaso vir a tornar-se um viciado (a). É como o prazer de dar sustos. Se não souber medir a dosagem, imagine o estrago que não se faz na vida de alguém. Hahahahahha...

Destaque para os vídeos. Adorei, simplesmente. Eu sou aquela pessoa q toma os sustos mais bizarros e vc sabe disso. O do acidente no comercial de carro, eu já conhecia. Eu tava imaginando q fosse surgir a garota do exorcista gritando, mas minha memória falhou e daí vc já imagina, né? Hashusahushuashas...

Adorei o post!

Anna Oh! disse...

Pois é, naquele texto eu tava mais diretona, pa-pum, ping-pong. Se eu tivessse lido isso há uns 6 meses atrás, teria poupado energia ao olhar pro telefone (ou querer arremessá-lo longe).

Poxaaaaa, louco não. Pessoas tem gostos bizarros às vezes. Eu falo sozinha. Muito. Falo, falo de mim, dos outros, filosofo. Adoro coçar os olhos pra ver luzinhas (é, isso além de estranho dá tersol). Gosto de descer ladeira correndo, e isso é loucura? Não, acho q é se aceitar, nos aspectos q ng sabe, inclusive.

Bjus e bom carnaval!

Marcelle Alves disse...

AI merda!! É sempre assim, mesmo quando me avisam eu caio! A Beta disse... ela disse que não caiu. E eu já assisti esperando e mesmo assim o coração disparou e eu soltei um FDP!! kkkk

risos já comentei no texto na Beta uma de minhas peripércias, depois confere lá no Janela de Cima.

Sempre apareço aqui, mas lá no trabalho não consigo comentar, mas acho que vc já sabe que já virei fã, né?!

bjos

Marcelle Alves
http://canetadigital.wordpress.com

Eu?

Minha foto
Cabo Frio, Rio de Janeiro, Brazil

::: O que vejo por aí...

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO