"Antes de mudar o mundo, mudar a gente. Ajuda pra caramba..." (Renato Russo)

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Enfim, Geyse Arruda

Já faz algumas semanas desde que ouvi pela primeira vez algo sobre o acontecido na Uniban e...o que? Você não ouviu nada sobre o assunto? Por onde andava?

Bem, resumindo muito rapidamente: uma menina chamada Geyse decidiu ir com uma roupa provocante à universidade e teve de sair escoltada pela polícia enquanto uma parte dos alunos a chamava de “puta”. Desde então o caso passou a ser o assunto preferido da mídia brasileira desde a Gripe Suína.

Pois bem. Até agora acompanhei calado todo o frisson causado pela polêmica.

Até agora.


Então, vamos por partes.

Primeiro: não acho que tenha absolutamente nada de errado com o vestido rosa mais famoso do Brasil. Pelo contrário, já vi muitos mais curtos em minha própria universidade;

Segundo: achei errada decisão da Uniban de expulsar Geyse e mais errada ainda a de voltar atrás da mesma antes do processo judicial. Pode até não ter sido o principal motivo, mas a pressão da imprensa fomentando todos os protestos foi determinante para a decisão de voltar atrás na expulsão, o que, em última análise, denota uma fraqueza inerente à direção da instituição.

Terceiro: acredito piamente que a imprensa em geral, consciente ou inconscientemente, enfatizou erroneamente um aspecto da situação, ignorando outros aspectos relevantes para o maior entendimento do caso. E é aqui o “x” da questão.

Veja bem. Tudo começou com um vídeo onde uma garota até então desconhecida (mais que agora figura nos principais programas da TV aberta) sai da universidade escoltada por policias sob o escrutínio acintoso de alguns alunos.

Desde então toda uma sorte de especulações desfilaram por aí. Mas o que temos de mais concreto é: a maioria das pessoas acharam a situação um tributo ao machismo e ao moralismo inerente ao país mesmo em pleno século XXI, colocando Geyse numa posição inquestionável de vítima.

Aqui duas coisas: uma é que eu sei que nem todos compartilham da opinião pública e, no mínimo, questionam à posição que coube a aluna; outra é que eu tenho plena consciência de que eu não sei e provavelmente não saberei o que realmente aconteceu naquele dia fatídico. No entanto, eu definitivamente me recuso a acreditar que um grupo consideravelmente grande de jovens (mesmo que em sua maioria sejam gaiatos que aproveitaram da situação pra fazer baderna) tenham tido o ímpeto de xingar de puta uma colega universitária SOMENTE por causa do tamanho do seu vestido. Esta pra mim é uma conclusão tão óbvia que valeria, pelo menos, o benefício da dúvida por parte da imprensa. Mas todos sabemos que não foi exatamente isso que aconteceu...

Eu não irei aqui, como a imprensa, especular uma possível “verdade” sobre o caso. Você deve estar se perguntado então por que diabos eu toquei nesse assunto. Confesso que realmente não planejava até ver as fotos do Orkut de Geyse.

Vale ressaltar que não mudei de opinião sobre o caso depois que vi as fotos, mas elas me fizeram achar importante levar a público que eu definitivamente não acho que Geyse seja merecedora de todos esses holofotes e MUITO MENOS a posição de VÍTIMA de uma sociedade hipócrita e pseudo-conservadora que ovaciona uma bunda nua e semi-analfabeta no Carnaval e chama de puta uma universitária por causa de seu vestido curto no meio do ano.

Viu as fotos? E você, o que acha?

I.A.

7 Comentários:

Drêycka disse...

CARA! TEU TEXTO TÁ ÓTIMO!
Gostei muito! E minha opinião sobre o caso é essa mesmo! Acho muito difícil que aquela algazarra da faculdade seria para "meter o pau numa universitaria que estava com um vestido curto". Acho que naquele dia foi a última gota de uma mulher que vivia se exibindo... De qualquer maneira... Parabens pelo texto.

As fotos falam por si, né? Não tinha visto ainda. Sei naum... Um Horror!

Flw!!

Tatiana disse...

Realmente o texto está muito bom! Sou um pouco suspeita pra falar, já que sempre acho que seus textos estão muito bons, mas esse tá ainda mais legal. Parabéns, Amor!!! ^^

E sobre o assunto, no início achei que ela era mesmo vítima. Mas depois de ouvir alguns comentários ditos no MTV Debate e ver as fotos do orkut, percebi que a situação é bem diferente. Ainda mais quando a pessoa se aproveita disso pra ter seus 15 minutos de fama.

Beijos
;*

Yaoanna a única disse...

Concordo plenamente
e mesmo sem ter visto as fotos antes já imaginava q a dama de vermelho num era flor q se cheirasse,deve ser pq acho q a figura tem uma cara bem estilo "NEM" do pagode do santa helena-CF, porém o mais óbvio dessa história tda é a sexualidade dos pseudo-universitários da UNIBAN afinal pelo pouco q conheço dos homens, a reação deles ao verem uma mulher com vestido curto seria a de chama-la no minimo de GOSTOSA , porem nem perto disso passou os elogios direcionados a Geyse... ñ consigo imaginar o q ela poderia ter feito para transformar uma situação no minimo normal para mulheres q passam por um grupo de rapazes tarados, para algo completamente fora do controle com geral falando q ela tinha q desisitir do sonho de ser turismologa e mudar para profissional do sexo...
Essa história ainda vai dar pano pra manga ou pro vestido, daquia pouco ela vai aparecer no final do capitulo de quarta-feira da novela das 8 contando sobre a sua experiencia traumatizante, além de estreiar na mais nova produção do cinema nacional em BRASILEIRINHAS rs.
Quanto a minha opinião sobre as fotos em si... realmente essa geyse não tem vergonha nenhuma, afinal é atentado ao pudor mostrar suas fotos rechonchudas nas páginas do orkut...ning merece
mto bom o texto yurick rs

guilherme.r.p disse...

bom estava lendo o texto e achei bom e tals mas quando fui olhar os coments fiquei perplexo...como assim só mulheres comentando sobre o assunto?!será que devo comentar já que nao nasci com um dom natural para fofocar???(brincadeira ein meninas,nada contra!!!)

agora falando sério, sinceramente essa mulher não é bonita,não é gostosa e muito menos sexy (já que tive o desprazer de ver suas fotos,aliás igor retira o link la por favor, até quem não entrou tá pedindo!!!!!)então eu na minha humilde opinião acho que provavelmente ela teve o q mereceu!
eu digo, e qlquer homem pode confirmar, para EU sair atrás de uma mulher chamando-a de puta e etc ela tem que fazer por merecer!!! e outra tá rolando um boato de que ela foi convidada para posar para a plaboy....sinceramente imagina uma playboy com a Geisy e a naná(quela velha ex-bbb que tbm recebeu um convite!!!)seria um recorde...venderia 2 edições: uma para cada pai das mulheres(isso se a naná ainda tiver um pai vivo o que nesse caso seria vendido apenas uma edição!!!)

bom já sacaniei muito as duas rsrsrs
entao vou terminando por aqui

um forte abraço
guilherme

Paty moreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paty moreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rômulo Cabrera de Medeiros disse...

É verdade que não saberemos o que realmente aconteceu de fato naquele dia e que a Geyse Arruda não merece todos os créditos, já que não é flor que se cheire - assim como seu sobrenome, fala ai? Mas como dizem por ai, o mundo é injusto e sempre veremos coisas assim: gente inútel tomando os todos os holofotes pra si. A única que se deu bem nessa história foi a própria Geyse.

É a vida.

Dá uma passada no meu blog:

http://romulocabrera.blogspot.com/2009/11/sem-pao-e-sem-canudinho.html

Post 'Sem pão e sem canudinho'

Abraço!

Eu?

Minha foto
Cabo Frio, Rio de Janeiro, Brazil

::: O que vejo por aí...

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO